2

Aqui se faz, aqui se Paga

Esta é uma expressão que se ouve muito freqüentemente no meio da sociedade. Nós entendemos que quando alguém diz isso, na verdade está querendo dizer que tudo que fazemos de errado pagamos aqui mesmo na terra na forma de castigo, e em seguida tudo fica bem novamente como se nada tivesse acontecido.

Esta expressão se confunde muito com o texto bíblico que diz que sempre colhemos o que semeamos:

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.”
(Gálatas 6:7)

“E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará.” (2 Coríntios 9:6)

Existe uma diferença que todos nós devemos entender para não errarmos diante daquilo que Deus nos ensina através de sua Palavra. Não podemos cair no engano de Satanás.

Se nós semearmos uma semente de laranja, um dia colheremos laranja; se semearmos uma semente de limão, colheremos limão. O que a Palavra de Deus nos ensina, é exatamente isso, ou seja, sempre iremos sofrer as conseqüências daquilo que fazemos ou falamos, seja bem ou mal.

Por exemplo: Quando alguém abençoa uma pessoa necessitada com alguma doação, Deus lhe retribui também com uma benção pelo ato de amor demonstrado pelo seu semelhante. Da mesma forma, quando alguém prejudica seu semelhante de alguma maneira proposital, Deus permite que Satanás aflija essa pessoa por causa do pecado cometido. Se alguém usa drogas, sofre as conseqüências da droga.

Quando alguém sofre as conseqüências do pecado, simplesmente está colhendo o que semeou, e isto não significa que esse sofrimento seja o pagamento do mal cometido. Quem comete pecado sofre as conseqüências, porém continua com a culpa do pecado, ele não é perdoado simplesmente porque sofreu as conseqüências.

O perdão do pecado somente é concedido por Deus através dos méritos de Jesus Cristo. Para se obter perdão é necessário reconhecer que pecou, arrepender-se e pedir perdão, e evidentemente, não pecar mais.

Infelizmente o conceito da expressão “aqui se faz, aqui se paga” leva muita gente ao engano, e podemos observar que as pessoas se conformam com o sofrimento achando que foi merecido e por isso o sofrimento irá “pagar” o pecado. É um grande erro.

O rei Davi, um homem considerado segundo o coração de Deus, uma vez errou e sofreu as conseqüências do seu erro, mas se arrependeu e Deus o perdoou. Pedro uma vez negou a Jesus, sofreu as conseqüências mas se arrependeu e foi perdoado. Judas, o que traiu a Jesus, errou e sofreu as conseqüências, mas o seu sofrimento não pode, e nem poderia lhe perdoar, e como não se arrependeu está até hoje no inferno.

A lei de Moisés dizia que todos que pecassem deveriam ser punidos de alguma forma, mas essa punição nunca salvou ninguém. Está escrito que ninguém pode ser justificado pelas obras da lei:

“Por isso, nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.” Romanos 3:20 

Portanto, a expressão popular “aqui de faz, aqui se paga” está totalmente errada diante da Palavra de Deus, porque ninguém, absolutamente ninguém, pode pagar pelo seu erro, nem aqui e em lugar nenhum, porque o único que pode pagar, e já pagou, é Jesus Cristo o filho de Deus. Quando alguém está sofrendo pelas conseqüências do pecado, não está pagando, mas colhendo o fruto que semeou.
Só Jesus Cristo é que perdoa e salva.

Que Deus o(a) abençoe.
Por: Mestre Walter Ponci
IBMdaF – Igreja Batista Ministerial da Família

Comments(2)

  1. Responder
    Mina says

    Keep on writing and chignugg away!

  2. Responder
    Leci says

    Achei bastante legal esse conteúdo. To feliz chegou meu colchão novo. Comprei o da propaganda. Está me ajudando a aliviar a minha dor nas costas alivia mesmo. Vê ai se fiz certo o endereço por favor. Alguém daqui já viu? Ouvi dizer que melhora até insonia. É esse http://ocolchaomagnetico.com.br

Deixe um comentário